top of page
  • Foto do escritorghackmann

IGUARIAS

Atualizado: 24 de abr.




A senhora sempre dizia que não gostava de cozinhar. Mas todos apreciavam a sua comida. Quando os irmãos e cunhados se reuniam aos domingos, por mais que alguém trouxesse o frango assado ou, muito de vez em nunca, uma carne assada ou uma maionese, eram o seu macarrão e o molho de tomate as grandes estrelas do dia.


Talvez não se fabriquem mais aquele macarrão ou não se vendam mais aqueles tomates. Não fossem as lembranças e as memórias, o sabor teria se perdido. Eu me lembro tão bem de, quando criança, esperar o molho ficar pronto e ser despejado na travessa do macarrão. Daí a senhora me passava a panela e eu a limpava com os miolos de pão.

Tínhamos inventado um antepasto sem saber.


No Natal, era sua farofa o presente da festa. Nas datas especiais, as homenagens eram para o seu charlote, com bolacha champanhe. No dia-a-dia era o ovo com gema mole e os bifes fritos com óleo espirrando pela cozinha.


No meu último ano de solteiro, ainda morando juntos, os dias especiais eram aquelas terças-feiras em que eu dava aulas até depois do meio-dia e vinha depressa para o almoço antes de ir ao trabalho. Mal me sentava à mesa, naquela copa impregnada de lembranças e histórias, e era servido como um rei.


A senhora trazia o arroz, o feijão, o bife e a salada. E, por último, só para me agradar, vinha com aquela travessa de chuchu. Uma semana era a salada, fria no ponto, com muito sabor e gosto. Outra semana, era o virado. Misturado na medida certa com a farinha, descendo com gosto para o estômago.


Hoje, estranho quando alguém reclama de chuchu. Pior: não sabem fazer pratos com chuchu. Estranho porque quando vejo um chuchu eu só penso em como era tão simples e fácil para a senhora nos agradar e nos fazermos reis.


Simplesmente saboreando iguarias como um virado de chuchu.


Gilberto Hackmann /gilhackmann

7 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

DOCE e ABACAXI

Minha tia Zula me salvou algumas vezes na vida. Na escola, principalmente. Eu era o nerd da classe, o que só tirava dez. Aquela situação chegava a ser constrangedora. Então, uma vez, os professores pr

Caminho dos Ovos

Quando eu procuro a minha mais antiga lembrança, o que eu encontro no fundo da memória é minha mãe pedindo para eu buscar os ovos no galinheiro. No fundo de casa ainda não existia o salão que meu pai

FIAT OGGI

Uma vez, um morador do bairro anunciou a venda de seu Fiat Oggi. Era um modelo CSS, esportivo, rebaixado, preto e com adesivos vermelho Ferrari. O interior era em vermelho e muito elegante aos moldes

Comments


bottom of page